10 de dezembro de 2015

A Não Existência

       Se tentar-mos pensar em nada, acaba-mos presos em pensamentos brancos, mas há-de sempre surgir seja uma palavra, uma imagem, uma mancha, um problema que seja e isso deixa-nos frustrados e com a seguinte frase na cabeça "como seria se eu consegui-se por momentos não pensar, ter um vazio e uma limpeza profunda na minha consciência...".

         Sendo então impossível este pensamento, devido ao constante raciocínio que o cérebro tem relacionadas às necessárias reações químicas presentes para o seu funcionamento.

         Não nos faz qualquer sentido imaginar a hipótese de nunca ter acontecido o Big Bang, de nunca ter havido um início do tempo e do espaço, o verdadeiro preenchimento do "nada" num "tudo", a ausência de consciência no espaço e do sentido de tudo. É praticamente inimaginável pelo simples facto de que vai para além da capacidade do ser humano que pertence à própria existência, e não há qualquer contacto com a falta desta.

 "O "Nada" é infinitamente mais simples que o "Tudo", e é a complexidade
do nosso universo que o torna tão valioso e tão importante."
Experimente pensar em nada e se o universo por si só não existisse, depois comente.
Hubert Dungen

Sem comentários:

Enviar um comentário